Geral

AEAS é palco do lançamento da Frente Parlamentar da Terceira Via do Sistema Anchieta Imigrantes

Mais uma vez, a Associação de Engenheiros e Arquitetos de Santos (AEAS) foi sede de um importante evento para o desenvolvimento da Baixada santista, com o lançamento da Frente Parlamentar da Terceira Via do Sistema Anchieta Imigrantes, realizado no salão social da entidade e que contou com a presença de autoridades, especialistas e representantes de entidades públicas e civis para discutir a implementação de uma nova via, que visa aliviar o crescente fluxo de cargas pelo Porto de Santos.

A iniciativa foi organizada em parceria com a Autoridade Portuária de Santos e a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), com a importante participação da deputada estadual Solange Freitas.

A obra, estimada em 6 bilhões de reais e com previsão de quatro anos de execução, é uma resposta à saturação do atual sistema viário, pressionado pelo aumento contínuo da movimentação de cargas no Porto de Santos, que atingiu um recorde de 167 milhões de toneladas em 2023.

O evento apresentou uma programação diversificada com apresentações de figuras chaves e importantes para a realização da obra, incluindo a deputada Solange Freitas, o diretor geral de Concessões da Ecorodovias, Rui Klein, o presidente da APS, Anderson Pomini e o diretor de Portos da AEAS, Eduardo Lustoza, entre outros.

Após os diálogos e compromissos firmados, a deputada Solange Freitas destacou a importância da união de esforços entre diferentes setores para solucionar os problemas de mobilidade. “Essa Frente Parlamentar foi criada a pedido da sociedade de uma forma geral. Todos sabem dos transtornos que enfrentamos no trânsito em algumas épocas do ano, e o quanto isso influencia no Porto de Santos. São muitos carros e caminhões ao mesmo tempo e é preciso ter uma outra alternativa” afirmou Solange, ressaltando a necessidade de uma terceira via para melhorar a fluidez do tráfego e reduzir os impactos negativos na economia regional.

Rui Klein, diretor geral de Concessões da Ecorodovias, reforçou o compromisso da empresa com o projeto, destacando a complexidade e a importância da obra. “Estamos muito felizes pelo convite e pelo momento importante de discutir o futuro da transposição da Serra do Mar que tanto impacta no cotidiano das pessoas. A Ecovias foi demandada pelo governo do Estado para desenvolver os estudos, projetos e licenciamento ambiental de uma obra tão complexa como essa,” disse Klein, mencionando ainda a expectativa de criar uma terceira pista dos Imigrantes com padrões internacionais, minimizando o impacto ambiental e integrando a operação com o atual Sistema Anchieta-Imigrantes.

Já o diretor de Portos da AEAS, o engº Eduardo Lustoza, enfatizou a relevância do projeto para a região. “O Porto de Santos e a Região Metropolitana da Baixada Santista continuam a crescer com a economia. Em 2023, foram movimentados 167 milhões de toneladas de cargas, um recorde que vem se repetindo desde 2003. Projetamos que em 25 anos esse número possa atingir 300 milhões de toneladas anuais. O sistema viário atual está cada vez mais saturado,” afirmou Lustoza, destacando a urgência de modernizar a infraestrutura para acompanhar o crescimento da demanda.

O evento proporcionou uma plataforma de diálogo aberta e construtiva, reunindo diversas perspectivas para enfrentar os desafios de mobilidade e logística na região, reafirmando o compromisso com a eficiência e o desenvolvimento sustentável.

Clique aqui e confira as fotos do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Precisa de ajuda?