Engenharia Geral

Eng. Fernando Penteado Cardoso, renomado profissional, morre aos 106 anos

Morreu na terça-feira (7/9), aos 106 anos, o Engenheiro Agrônomo mais longevo da história da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), Fernando Penteado Cardoso, considerado um dos melhores alunos da universidade, conquistando, inclusive, o prêmio Epitácio Pessoa.

Próximo a completar seus 107 anos em 19 de setembro, Fernando foi um dos maiores nomes da agricultura brasileira e um importante personagem para a criação do Sistema Confea/Crea e Mútua, e ainda pela inovação no agronegócio brasileiro. Devido a sua preocupação com a profissão, Penteado foi um dos responsáveis pela promulgação do Decreto 23.196/1933, que regulamentou a profissão de engenheiro agrônomo.

Ao longo da vida se destacou pelo seu investimento em pesquisas na área de agricultura sustentável, defendendo a técnica do Plantio Direto, tecnologia voltada à conservação e melhoria da fertilidade do solo. Fundou a empresa de fertilizantes Manah em 1947 e em 2001, após a venda da companhia, assumiu a liderança da Fundação Agrisus – Agricultura Sustentável, instituição privada e sem fins lucrativos.

Sua jornada na engenharia e agricultura foi marcada também por suas lideranças como diretor e presidente da Federação das Associações Rurais do Estado de São Paulo e Secretário da Agricultura do Estado de São Paulo, em 1964. Além de delegado da Agricultura junto ao Conselho Interamericano da Produção e Comércio, em Chicago, e membro do conselho e diretor da Fundação Santa Cruz, em São Paulo.

“Fernando foi uma figura muito importante, não só pela sua contribuição na engenharia e agronomia do país, mas por sua preocupação enquanto cidadão por uma sociedade mais sustentável”, lamentou o Eng. Vinicius Marchese, presidente do Crea-SP.

Fonte: Crea-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Precisa de ajuda?