Geral

Frente Parlamentar das Profissões

Crea-SP apoia Confea em manifesto pela qualidade dos cursos

A valorização dos profissionais nas Engenharias, Agronomia e Geociências nunca foi tão evidenciada pelas ações do Crea-SP como nos últimos anos. Além de diversos programas que apoiam a formação dos futuros profissionais, o Conselho paulista também tem impulsionado iniciativas e parcerias que busquem o desenvolvimento das profissões. Exemplo dessa preocupação é que o presidente do Crea-SP, Eng. Telecom. Vinicius Marchese, esteve em Brasília, nesta quinta-feira (15/06), para reforçar o apoio ao Confea em um manifesto que defende a qualidade do ensino na área tecnológica, e que fora apresentado no Congresso Nacional.

Em reunião com o presidente do Conselho federal, Eng. Civ. Joel Krüger, Marchese enalteceu a reivindicação encaminhada ao Ministério da Educação (MEC) com objetivo de suspender a autorização de novos cursos de Engenharia, Agronomia e Geociências, que seriam no formato 100% Educação a Distância (EAD). “A qualidade do ensino oferecido nas graduações ligadas ao Sistema Confea/Crea, impacta diretamente na formação desses profissionais e no exercício de suas funções posteriormente. Portanto, é fundamental nos unirmos nessa luta no âmbito federal, para que esses futuros profissionais que ingressarão no mercado de trabalho nos próximos anos, venham prestar os melhores serviços à população”, opinou o líder paulista.

O manifesto do Confea, aprovado pelo plenário federal na Sessão Plenária 1634, apresentou ao Executivo Federal as preocupações do Sistema em relação à qualidade do ensino firmando o posicionamento contra os cursos 100% EAD. “Precisamos discutir qual é o limite e os parâmetros para essa modalidade, e é isso que motiva nossas tratativas junto ao Ministério da Educação”, ressaltou Krüger.

Outra pauta do encontro que recebeu o apoio do Crea-SP, foi o lançamento da Frente Parlamentar Mista das Profissões do Sistema, que acontecerá na próxima quarta-feira (21/06), em cerimônia no plenário do Confea. A proposta partiu de um requerimento da deputada federal, Eng. Agr. Marussa Boldrin (MDB/GO), e possui assinatura de 218 deputados e 22 senadores. O objetivo da frente parlamentar mista é fortalecer a atuação do Sistema na formulação de políticas públicas para o desenvolvimento dos Estados.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação CREA/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Precisa de ajuda?