Geral

Programação da Frente Parlamentar sobre a Terceira Pista do SAI é divulgada

A Associação de Engenheiros e Arquitetos de Santos (AEAS), a Autoridade Portuária de Santos e a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) organizarão o Fórum de Debates sobre a Terceira Rodovia de Ligação entre o Litoral e o Planalto Paulista.

O evento ocorrerá no dia 20 de maio de 2024, das 14h00 às 18h00, no auditório da AEAS, localizado na Rua Dr. Arthur Porchat de Assis, 47 – Boqueirão, em Santos, SP. Este fórum, que marcará o lançamento da Frente Parlamentar da ALESP, focará na discussão de soluções para o sistema rodoviário em resposta ao aumento da demanda de cargas pelo Porto de Santos.

A programação do evento foi recentemente divulgada e inclui uma série de apresentações de especialistas e autoridades no assunto. Confira:

15:00 Abertura: Deputada Solange Freitas
15:15 Secretário de Parcerias e Investimentos: Rafael Benini
15:30 Diretor Geral de Concessões da Ecorodovias: Rui Klein
15:45 Presidente da APS: Anderson Pomini
16:00 Gerente Regional da ANTAQ SP: Guilherme da Costa Silva
16:15 Diretor Geral da ANTT: Rafael Vitale Rodrigues
16:30 Debate Perguntas e Respostas
17:00 Leitura da Carta Compromisso: Eduardo Lustoza (AEAS), Jose Wagner (IE), André Neiva (SINDSAN), Aureo Figueiredo (UNISANTA)
17:30 Encerramento: ALESP, com presença de autoridades e mesa de autoridade

Eduardo Lustoza, Diretor de Portos da AEAS e da Autoridade Portuária de Santos, destacou a relevância do projeto para a região. “O Porto de Santos e a Região Metropolitana da Baixada Santista continuam a crescer com a economia. Em 2023, foram movimentados 167 milhões de toneladas de cargas, um recorde que vem se repetindo desde 2003. Projetamos que em 25 anos esse número possa atingir 300 milhões de toneladas anuais. O sistema viário atual está cada vez mais saturado,” afirmou.

O encontro será uma oportunidade para profissionais, autoridades e especialistas debaterem os desafios e as possíveis melhorias para o transporte e infraestrutura na região, garantindo um diálogo aberto e construtivo com a sociedade civil organizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Precisa de ajuda?